terça-feira, 25 de julho de 2017

Versão beta 1.0.2015

Secretário de Saúde é Sabatinado na Câmara de Búzios
quarta-feira, 8 de março de 2017

Há cerca de um mês na pasta da Saúde, o secretário municipal Fábio Waknin foi sabatinado na Câmara Municipal de Búzios na sessão ordinária dessa terça-feira(07), atendendo ao Requerimento Nº 11/2017, de autoria da vereadora Gladys Nunes. O objetivo era prestar esclarecimentos sobre a secretaria. Antes de assumir a pasta, ele ocupou o cargo de diretor geral do Hospital Municipal Rodolpho Perissé.

Quando questionado sobre a interrupção do cadastramento biométrico para atendimento ambulatorial de exames à população buziana, o secretário disse que estão estudando uma forma melhor de cadastramento, pois o número de cadastrados excede o número de moradores da cidade, mesmo com o requisito de comprovação de residência em Búzios. “Hoje a gente já tá com 47 mil cadastrados, mas a população buziana é de 31mil. Então tem alguém que está chamando parente que mora no Rio ou cidade vizinha...Quem são esses beneficiados? Esse controle fica difícil. O cadastramento vai voltar, mas é preciso ver um formato onde isso não ocorra”. 

Esclareceu ainda que o cadastramento só serve para o atendimento ambulatorial de exames  enquanto no hospital não pode haver distinção de atendimento, em caso de urgências. “A biometria não pode ser feita no hospital. É vedado a qualquer hospital negar atendimento de urgência, de emergência, principalmente, de paciente que tem risco de vida. A importância da biometria é para exames de rotina, não de urgência.”

Waknin também respondeu sobre o quantitativo de ambulâncias na cidade: são seis, três alugadas e três próprias. Segundo ele, 5 estão funcionando e uma van, e o município paga mensalmente R$ 62 mil com o aluguel das três ambulâncias. Três podem ser equipadas com UTI.

Falou também que o contrato com a empresa JB Alimentos, responsável pela alimentação do Hospital, foi encerrado no dia 2 de março deste ano. Conforme questionado pela vereadora Gladys Nunes, o gasto com a alimentação do hospital era de cerca R$2 milhões por ano.

A falta de remédios, os problemas do hospital - manutenção, elevador parado e climatização do 2º ambiente- e a demora para autorização de exames também foram questões apresentadas pelos vereadores durante a sabatina.

Sobre a falta de medicamentos, o secretário explicou que existem medicamentos que são de responsabilidade do município, do do estado ou da União, classificados na lista do REMUNE, RESME E RENAME, respectivamente. “A parte do Estado não tem como prever a data. A nossa parte, principalmente de medicamento do Hospital e da Policlínica, nós estamos resolvendo para esse mês.”

Para Waknin tem ocorrido um problema de judicialização, que obriga o município a arcar com medicamentos de obrigação Federal ou do Estado. “Se continuar avançando essa questão, 60 milhões (previstos para Saúde) vai ser pouco. Vai parar a saúde por judicialização de medicamentos, que são caros, e que o governo federal e do estado não assumem.” O presidente do Legislativo, João Carlos Alves de Souza, contrapôs, entretanto, questionando gastos com contratos, como o de aluguel de ambulâncias: "Sempre se coloca o problema no dinheiro que não vem do Estado.(...) O que o povo quer é que se reveja os contratos e corte aqueles que não estão realizando bem os seus serviços."

A sabatina durou aproximadamente 4h20min, excedendo o tempo da sessão, portanto as matérias do dia não foram encaminhadas e votadas nessa terça-feira.  (Assista à sabatina com o secretário de Saúde de Búzios, Fábio Waknin, https://www.youtube.com/watch?v=ZTGCZKo5OFo )

Crédito foto: Thaís Avellino

 

Conheça a Câmara
História da Casa Legislativa
Mesa diretora
Comissões
Vereadores
Notícias
Regime interno

Serviços
Pauta das Sessões
Sessões ao vivo

Legislativo
Leis
Proposições
Lei Orgânica Municipal

Hotsites
TV Legislativa
Portal da Transparência

Acompanhe a Câmara
Facebook
YouTube



Câmara Municipal de Armação dos Búzios
Av. José Bento Ribeiro Dantas, 5400, Manguinhos, 28950-000, Armação dos Búzios
Telefone: (22) 2633- 6300
Funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h.

Eventos da semana
SegTerQuaQuiSex